Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Trecho de DLS;

by - março 30, 2011

(...)
"Ela já tinha agüentado muitas coisas até ali. Os cochichos das meninas comuns do vilarejo, os olhares de desprezo...
Ela era a Princesa e todos a odiavam por isso. Achavam que ela era superior e que o mundo rodava em torno dela.
E antes mesmo de conhecê-la, todos a julgavam metida e prepotente. Mas o que faltava em Lily era o calor de uma amizade verdadeira. Todos se afastavam e nem queriam ouvir o que ela tinha para dizer. Poucos sabiam que aquelas roupas, o pó de arroz no rosto e os cabelos lindamente penteados eram para esconder o rosto abalado e inchado por causa das lágrimas. As roupas eram um passatempo que ela tinha para tentar esquecer os problemas. Ela realmente tinha vida de princesa, mas todos esqueciam como deveria ser chato e entediante ser uma Princesa, sempre delicada e com o nariz empinado. Seus pais não queriam ouvir suas tristes palavras e passavam o dia planejando seu futuro. Um futuro que nem mesmo ela sabia se queria aceitar. Enquanto todos pensavam que era uma pessoa má porque era bonita e refinada, a Princesa era a mais doce e mais humilde do que se imaginava. Perdendo o tempo de todos, esquecendo da igualdade, cada um vivia sua vida… um sendo ignorante e outro sendo ignorado.
Lily, vagarosamente, sentiu que cada mínima parte de seu corpo estava sendo preenchido por um líquido muito viscoso. E, de repente, o líquido transbordou".
(...)

ps: achei que, por mais que essa história seja ambientizada na época das Cruzadas e tudo, esse trecho exprime exatamente ainda o que vivemos todos os dias. E é triste, sabe. Ainda bem que não nasci Princesa, haha. 

Beijo beijo ;*

Nina H.  

You May Also Like

0 comentários

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.



INSTAGRAM