Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Meu Fim de Semana na TV;

by - novembro 06, 2011

Oooi, para quem ainda acha que meu blog é alguma coisa útil!
Infelizmente hoje não pude ir à Feira do Livro, então, ao invés de postar sobre os livros que comprei, vim postar sobre os filmes que vi nesse fim de semana!

1. Benny & Joon

Direção: Jeremiah S. Chechik
Ano: 1993
País: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica/Drama
Duração: 98 min. 
Sinopse: Benny é um mecânico e, como irmão mais velho, toma conta de Joon, que tem deficiência mental. Quando Joon perde uma aposta, tem que fazer um favor a um amigo de Benny e levar o excêntrico Sam, um rapaz que vive imitando Charlie Chaplin e Buster Keaton, para a sua casa. Mas Sam, com seu jeito peculiar, irá transformar muito a vida deles.

Resenha:
Se você, como eu, é fã de Johnny Depp, não pode deixar de assistir a esse filme. Foi em Benny & Joon e Edward Mãos de Tesoura que Johnny consagrou seu estilo de atuação incomum e um tanto quanto esquisito. Logo no começo do filme, Sam chega à cidade de Benny e Joon carregando um livro sobre Buster Keaton, enquanto Benny trabalha na oficina, e Joon está em casa pintando. A princípio, Joon é uma jovem bastante comum, porém quando a atual governanta da casa se cansa de cuidar de Joon, Joon tem uma crise e a manda embora. Assim, Benny é obrigado a arranjar outra governanta. Uma noite, Joon vai com Benny jogar cartas e acaba apostando com um amigo do irmão coisas absurdas e perde. Com isso, Sam é colocado na vida dos irmãos. Benny não quer aceitar Sam em casa, mas acaba cedendo. Com 26 anos e sem saber ler, Sam acaba ajudando os irmãos em casa e a cuidar de Joon. Porém, Sam e Joon acabam se apaixonando, o que pode causar problemas com Benny. Depois de uma "apresentação" no parque, Benny vê em Sam um cara muito especial. Sam, que tem como passatempo imitar Charlie Chaplin e Buster Keaton, começa a questionar a doença de Joon, porque apesar de saber que ela é doente, também é bastante normal. É na noite que Sam conta a Benny que ele e Joon estão juntos, que tudo acaba virando de pernas para o ar. Benny expulsa Sam de casa, desencadeando uma crise de Joon. Aproveitando a saída de Benny, Sam aparece na casa e diz a Joon que podem fugir. Dentro de um ônibus, Joon tem outra crise, o que acaba com as chances de fuga. Joon é inernada, e Benny e Sam se entendem. Entendendo que Joon pode e quer ter uma vida própria, Benny aceia que a irmã vá morar em um apartamento. Este filme ganhou o Globo de Ouro.

Por que assistir?
Duas coisas: Johnny Depp e filmes mudos. Se você gosta de qualquer um deles, você vai amar. A história é muito tocante. 

2. Férias com Derek
Direção: Michael McGowan
Ano: 2010
País: Canadá
Gênero: Comédia
Duração: 90 min. 
Sinopse: O filme segue com a família McDonald-Venturi, que são forçados a passar metade de suas férias de verão na cabana da vovó. 



Resenha:
Se você via a série Minha Vida com Derek, na Disney, vai entender o filme. Férias com Derek encerrou oficialmente a série, o que me fez parar de ver um pouco o canal, pois a série era a minha preferida. Claro que ainda sendo a família McDonald-Venturi, ela ainda têm rivalidades. Derek acha que vai ficar me casa sozinho as férias inteiras, mas seu pai o obriga a ir na viagem à casa do vovó McDonald, que desaprova o casamento de seu filha com George, o pai de Derek, Edwin e Marti. Logo que chegam ao lado da vovó, ela é surpreendida pelos filhos de George, pois só esperava Lizzie e Casey. Por isso, Nora e George ficam em um hotel, enquanto seus filhos ficam na casa. Após muitos incidentes, a vovó quer Edwin e Derek fora de seu lago. Enquanto Derek começa a gostar da filha de um magnata que quer transformar o pântano da região em um resort e Casey faz amizade com um garçom que tem como passatempo a dança, Lizzie e Marti se aventuram no pântano. Edwin, como sempre, acaba arranjando mutias confusões com dois meninos que conheceu. Quando ficam sabendo que o lago vai ser vendido e o pântano vai ser destruído, Lizzie e Marti se juntam para convencerem Casey, Derek e Edwin a produzirem um evento para salvar a região. Com a ajuda de George e a menina por quem Derek está apaixonado, as crianças salvam o local. 

Por que assistir?
Se você gostava da série, vai querer ver, só para rir um pouco mais. Confesso que a série era mais engraçada do que o filme, mas ele ainda vale a pena. 

3. Show Bar.
Direção: David McNally
Ano: 2000
País: Canadá
Gênero: Comédia
Duração: 110 min.  
Sinopse: Violet quer ser uma compositora de sucesso, para isso ruma para Nova York, onde se vê sozinha e com dificuldade para encontrar um trabalho. 



Resenha:
Vi duas vezes esse filme hoje, só para matar a saudade. Eu o assistia muito há uns dois ou três anos, porque era fã da Piper Perabo. O filme conta a história de uma jovem de 21 anos, Violet Sanford, uma garçonete que tem um sonho: ser compositora. Por isso, larga o pai e vai tentar a vida em Nova York. Sem dinheiro, ela arranja um trabalho em um bar chamado Coyote Ugly. A princípio, Violet acha que Coyote Ugly é apenas um bar comum, onde tem que ser garçonete, mas quando chega para o teste, vê que é bem mais: as garçonetes não servem apenas bebidas, como dançam e entretém seus clientes de modos peculiares. Nisso, começa a sair com o cara para quem mandou seu primeira fita gravada. Tendo de esconder ao pai que tipo de bar trabalha, começa a apegar experiência no trabalho. Após não aparecer em uma apresentação que Kevin arranja para ela, Violet é despedida por Kevin desencadear uma briga no bar. Com seu pai descontente com ela, Kevin namorando outra menina, e sem dinheiro, Violet se empenha em suas composições. Após alguns meses, consegue outra apresentação, onde finalmente tem coragem de subir no palco e cantar. Violet volta com Kevin, faz as pazes com o pai e reata a amizade com a dona do Coyote Ugly. 

Por que assistir?
Depois que ouvi One Way Or Another, do Blondie, nesse filme, eu comecei a ficar viciada por ele. Mas não é apenas por isso que sempre paro para vê-lo. Se você gosta de histórias de superação e um pouquinho de drama, irá apreciar as meninas coiotes. 

Se quiser comentar sobre os filmes, é só comentar ;)

Beijos, queijos e tortinhas de morango. 

Nina

You May Also Like

2 comentários

  1. Oi!
    Ok, pode me chamar de sem-cultura, mas ainda não assisti nenhum desses filmes.
    Gostei da resenha, mas acho que pela quantidade de filmes você poderia fazer resenhas menores!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaamo Show Bar! ai ai, fiquei com vontade de ver novamente. Nina, passando pra lembrar que você precisa indicar o blog da minha irmã pra alguém, e que, essa pessoa precisa ir lá e falar "a Nina me indicou" pra que a sua participação esteja valendo (como eu te indiquei, e vc disse "a carol me indicou" de modo que a minha participação ficou valendo) entendeu? A MEEEEEG GANHOOOU! Beijos ;*

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário! Que tal deixar o link do seu blog para eu fazer uma visita a você depois? :D



INSTAGRAM