Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Good Life

by - abril 27, 2013

Aos pedaços. Estou perdendo. Estou lutando. Estou desistindo. 

Nunca vou ter o que elas têm. Nunca serei, nem de perto, como todas elas. Sempre estarei aqui, no meio do nada - postada no mesmo lugar, com os mesmos pensamentos, sendo igual aos outros dias. Sem cor, sem forças, sem motivação. Sem ninguém, especialmente. Jogada ao vento, perdida na selva - não à procura de resgate, mas à procura de sentimentos; aqueles que sei que perdi, que ficaram lá atrás. 

É uma droga não ter uma vida. E por "vida" menciono tudo o que você sabe e tudo aquilo que você não tem conhecimento - frescor, liberdade, futuro, pacotinhos de amor especiais, pessoas que chegam e ficam, interesse genuíno, rotina. 


Não dá para imaginar o que é que pode ou vai vir. Absolutamente no escuro, tateando às cegas. Completamente incompleta. Sem heróis, sem glória, sem aquilo que procuro. Mas o que procuro? Alguém ou alguma coisa? É possível que pequenas coisas preenchem o que falta, as pequenas rachaduras? Mas o que quero para a vida? Eu nem sei o que quer dizer vida. 


Todo mundo acha que vida significa fazer tudo o que todos fazem, fazer tudo o que todos esperam - você estuda, trabalha e vive infeliz. Acabou. E é isso que ganhou: um enorme vazio. Vai mesmo querer conviver com o vazio pelo resto dos dias? Vai querer dizer aos seus netos que "Todo mundo faz coisas das quais não gosta", que "não sabe o sentido da vida, pois não o encontrou", ou que "se morrer agora não está feliz"? 

O que é ser feliz e ter uma vida? É se privar de algo apenas porque seus pais ou seus amigos ou o resto do mundo lhe proíbe? É cair na monotonia, crendo que "tudo vale a pena"? Mas vale mesmo? Valeu a pena você ter feito aquele curso o qual não suportava apenas porque a sua mãe achou que fosse a sua cara? Valeu a pena não sair correndo na chuva para se encontrar com o cara que gosta apenas porque todo mundo diz que ele não é pra você? Valeu a pena não admitir que encontrou um sonho apenas porque não tem coragem de persegui-lo ou porque tem vergonha de ser taxado como "alguém que não tem futuro"?


É isso que quer pra sua vida? Ser aquele nada, fazendo nada, gostando de nada, amando nada nem ninguém? 


Quem afirmou que há um só único caminho? Quem disse que você não constrói a sua própria sorte? Que você não tem livre-arbítrio ou controle sobre as suas opiniões e ações? Quem disse que tudo é premeditado? Quem disse que você não pode se perder e se achar anos depois? Quem disse que você não merece um tempo para reorganizar os valores? 


Essa é a vida que ninguém explicita; não porque consideram tudo isso incorreto, mas porque essas mesmas pessoas que tentam atrasar você, tentam induzir você a ser alguém que não é, simplesmente não têm ciência de que essa é, sim, uma possibilidade. Que a possibilidade é justamente não fazer nada do que elas querem. É ser você e somente você. 

Você, entendeu? Não elas, não eles, não Deus. Você. 




Um superbeijo para todas vocês, sweeties!

Love, Nina. 

You May Also Like

3 comentários

  1. Já estou te seguindo
    seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
    http://toobege.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Lindo como sempre, Nina!
    Viver - de verdade - exige coragem!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  3. oiii lindona!
    Eu vivo lendo suas postagens mas como leio do cel eu geralmente nao comento (maldosa eu, eu sei e admito... sorryyyyyy)
    Voce e uma das minhas blogueiras favoritas, voce e eu escrevemos com o intuito de mostrar quem somos... e não o que querem que nós nos tornamos e por isso te admiro!!!

    NINA, voce e uma ótima ficwriter, uma blogueira exemplar e por mais que nossos blogs nao sejam famosos (o seu ja e neah) e um cantinho que faz conhecer quem somos!!!


    Bjss e eu adoro vc e suas postagens!

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário! Que tal deixar o link do seu blog para eu fazer uma visita a você depois? :D



INSTAGRAM