Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Erro encontrado. Por favor, tente novamente na próxima vida

by - junho 27, 2013

Tudo começa por conta de uma coisa mínima. 
Um pingo d'água. 
Você decide que não gosta dele, nem de mais ninguém nem nada. Você decide se enclausurar, porque assim tudo fica melhor. Tudo o que você sabe é que quer que todo mundo o odeie por causa do pingo d'água. E, oh, eles começam a odiá-lo. 
"É um pingo d'água, Zézinho!", sua mãe fala. Ela quer chorar, porque não sabe mais como controlá-lo. "É só um pingo d'água! Existem outros, vai desgostá-los também?", ela pergunta. 
Mas você não responde, porque não gosta dela também. O pingo infectou todo mundo, você odeia todos eles igualmente. 
De pingo em pingo, você constrói um mar e um muro. Você, agora, está rodeado de água e, por conta do muro que represa todos os pinguinhos que você não gosta, vai se afogar. Não adianta beber copos e mais copos de mar, porque não adianta mais, você não vai mais ver seus pés
Mas, invariavelmente, o ódio se alastrou por você, agora por inteiro. O primeiro pingo parece insignificante, porque agora você odeia toda a água do mundo - qualquer e todo pingo. 
"Você vai se afagar, e vai ser bem feito!", falam para você. Todo mundo o olha balançando a cabeça, pensando que você se tornou um idiota, uma pessoa que ninguém mais quer você por perto. Você se tornou desagradável e não é mais bem-vindo em local algum.
"Desculpe, Zé", ouve o dono da loja na qual você aprendeu a ser amigo de todos. Mas, agora, você não tem amigos. Cresceu e repeliu todo mundo para bem longe, "Não o queremos mais aqui. A Dalva disse que todo mundo fechou os estabelecimentos para você. A cidade não o quer mais, o Xerife que falou".
"Mas eu não fiz nada!", você tenta consertar as coisas. Agora, você odeia o Xerife também. Quem ele pensa que é? Você não fez nada contra ninguém! Você matou? Não! Você roubou? Claro que não! "Eu preciso de vocês! Sem a cidade, para onde eu vou?"
"Ah, Zé", o seu antigo amigo lamenta, "Agora é tarde. Agora, ninguém mais precisa de você, ninguém quer você. É melhor ir embora, procurar outra cidade. O Xerife vai meter bala em você, sabia? Ele disse para todos se afastarem da sua redoma". 
"Mas eu não fiz nada!", você repete, com ainda mais raiva.
Dona Dalva aparece com a cara fechada. Ela não gosta mais de você como antigamente. 
"Zé, vai embora. Você cresceu por fora, mas não por dentro. Ninguém gosta de tipos como você", ela diz, "Lembra da sua mãe?", Dalva pergunta, e isso parece partir seu coração, porque sua mãe já se foi e você não fez nada além de jogar toda a culpa nela, "Ela tentou consertar você, mas o que você fez? Disse que não fez nada! E o pingo, Zé? Eu lembro dele! Você começou tudo por causa ele!", a mulher parece enraivecida e puxa o marido para dentro. Ele se vai, sem aparentar arrependimento, "Era uma coisa boba, e você foi em frente. Agora, toda a culpa é sua! É melhor se retirar da cidade enquanto é tempo. Não vai querer morrer sem ninguém, né? E o pingo d'água... Ele te amava! Você não é nada mais do que um grande arrogante! Merece morrer sem ninguém, sim!", Dona Dalva se vai também. 
Você está sozinho. A cidade parece vazia, porque seu coração está vazio. Limitado. Cego. Envergonhado. 
Não há como retroceder. E o mundo todo está afastado. Você tem de ir embora, deixar para trás todo mundo que um dia lhe foi importante. Mas o pingo... Por causa dele você não tem mais ninguém. E vai morrer sem ninguém: sem amor ou compaixão. 
Tudo porque um ódio irracional tomou conta da sua vida. 

E agora, Zé?
Quem você amou?
Para quem você desejou belas palavras?
Para quem você fez o bem?
Que vida você mudou?
Que coração você tocou?
Que feito seu mudou o mundo?

Que tipo de vida lhe restou?


Love, Nina (:

You May Also Like

2 comentários

  1. oi flor amei tudo por aqui ja estou me sentindo em casa rsrs

    eu ja estou seguindo aqui, me ajuda tambem
    venha conhecer meu blog e se puder siga tbm
    beijinhos

    http://dieinydicas.bogspot.com

    ResponderExcluir
  2. oi flor amei tudo por aqui ja estou me sentindo em casa rsrs

    eu ja estou seguindo aqui, me ajuda tambem
    venha conhecer meu blog e se puder siga tbm
    beijinhos

    http://dieinydicas.bogspot.com

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.



INSTAGRAM