Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Lina

by - fevereiro 27, 2014

Lina chegou eufórica no bar combinado. Sua amiga, Ana, acenou, grudada no celular (essa mania chata que os professores da faculdade já a tinham repreendido; mas quem disse que ela largava o aparelho?). Lina jogou a bolsa numa cadeira vazia, enquanto dizia: – Meu dia está lotado, como está o seu? 
Ana riu. E deu de ombros. 
– Acho que estou com dor de cabeça. Sabe o Gordo? Não sai do meu pé. Parece que o trabalho era digitado, e eu fiz à mão. Vai entender. 
Lina olhou para a amiga, reprovando-a. Parecia duro chamar o seu professor preferido, aquele que todo mundo detestava, de Gordo. E daí que ele era mesmo gordo? O que isso dizia sobre ele, além de precisar fazer alguns exercícios? Mas, claramente, naquela vida de professor/jornalista não havia espaço para exercícios, além dos mentais. 
– Ai, meu Deus. Coitado do Cardoso. É o dever dele! E desde o começo ele disse que queria todos os trabalhos digitados! Foi você que não ouviu!
– Até parece que ouço o Gordo, dê licença! – Ana retrucou. E aí percebeu que Lina não estava ali para se prestar a defender o Cardoso. Por isso, logo emendou – Por que toda essa felicidade?
Lina logo sorriu, mal se contendo. 

– Sabe que peguei uma pauta nova, né? Sobre as manifestações da Ucrânia. 
– É? Não ouvi. 
Ana nunca ouvia, na verdade. Mas Lina relevou aquilo. Não estava ali para brigar com a amiga. 
– Então, eu passei a tarde pesquisando sobre isso. E, com umas ajudinhas também do Thiaguinho – Lina continuou, falando do segundo professor preferido com amor – compreendi a História por trás de tudo. Ele está certo: não dá pra sobreviver sem a História. 
– Tá, tá. E aí? – Ana rolou os olhos, louca para voltar ao Facebook. 
– E aí que, preste atenção, e aí que estou muito animada com essa pauta. Já escrevi o lead e, agora, somente preciso de uma mãozinha do Cardoso para me ajudar com o olhar que ele pretende dar à matéria. 
Cardoso, além de professor, era um dos coordenadores responsáveis pelo estágio no qual Lina trabalhava. 
Era verdade: ela tinha odiado o primeiro semestre lá na redação, tinha sido tão inútil quanto possível; mas agora... Puxa, agora ela tinha esperança. Ela queria acreditar que aquele semestre seria produtivo. Queria ver seu nome estampado no jornal. Nem era pelo nome, por favor. Era por saber que tinha um espaço ali dentro. 


– O Gordo vai fazer aquilo de novo. Eu odeio das marcações dele.
– Mas ele tem o direito, e eu estou lá para aprender. 
– Ai, meu Deus. Ele é, tipo, o Carrasco.
– Ele não é o Carrasco. Se você prestasse atenção nas instruções pedidas, se sairia bem. 
Ana revirou os olhos. Tanto fazia, ela já tinha concretizado aquela opinião sobre o Gordo: odiava-o, e ele nem precisava se esforçar. 
– Bem, cuidado com esse otimismo todo. E não estou falando somente pelo Gordo – Ana logo esclareceu – Otimismo, geralmente, acaba resultando em decepções. 
– Ana, por que você é assim? Por que não pode ficar feliz uma só vez?
– Eu sou feliz. 
– Você reclama de tudo, não vê saída em nada e, com certeza, se presta para acabar com os dias felizes dos outros! 
– Eu apenas disse a verdade. Não seja tão otimista. E se a pauta não virar matéria? E se o Gordo detonar com o texto? E se não conseguir entrevistas?
– Não conto com esse "E se". Não existe "e se" nessa situação! 
– Se você diz...
– Pois reafirmo: pare com esse "e se". 

Lina acreditava. E se – aqui a expressão cabia – Ana estava a fim de destruir aquilo, teria de se esforçar mais. 
Pois a felicidade, tudo indicava, estava morando na vida de Lina. 
E, tudo também indicava, não a abandonaria tão cedo. 




Love
Nina 

You May Also Like

2 comentários

  1. Muito bom o texto! A gente precisa mesmo acreditar em si mesmo e lutar por nossos sonhos :D
    Bjss

    www.estrelaminha.com

    ResponderExcluir
  2. OI TE CONVIDO A PARTICIPAR DO SORTEIA QUE HA EM MEU BLOG
    http://kelviavigilato.blogspot.com.br/2014/02/olaaaa-gatas-hoje-eu-venho-com-meu.html

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário! Que tal deixar o link do seu blog para eu fazer uma visita a você depois? :D



INSTAGRAM