Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Resenha: Faking It

by - junho 27, 2014

Eu descobri Faking It num dos grupos sobre Glee no Facebook. E comecei a ver, porque são poucos episódios, apenas 8 na primeira temporada. Desde o começo, é totalmente cativante, com altos e baixos, e muitas revelações e cenas que te fazem querer se dar um tapa na cara. A construção do enredo é simples, mas que paira sobre a confusão do que é ser adolescente, e sobre descobertas, tanto de quem se é, quanto de quem se apaixonar. Torço para a segunda temporada sair logo, porque o último episódio foi sofrido! 

O enredo:
Faking It conta a história de duas melhores amigas, Amy e Karma, que querem ser populares no colégio. Por conta de um mal entendido, de repente, elas realmente se tornam as estrelas da escola, mas não porque são as mais bonitas, ou porque tem mais grana. Tudo isso acontece porque todo mundo começa a achar que elas são mais do que amigas. À princípio, Amy é relutante quanto à ideia, mas acaba aceitando para deixar Karma feliz. Depois de algumas cenas românticas, Amy começa a perceber que está confusa quanto ao que verdadeiramente nutre por Karma, mas enconde isso, porque tem medo de perder a amiga. Karma, por outro lado, está apaixonada por Liam, um dos populares da escola. 

Os personagens:
Karma Ashcroft é do tipo que faz qualquer coisa para conseguir o que quer, mesmo que seja mentindo. Ela é extrovertida e meio louca. Por conta da paixão por Liam, ela é desligada, também. De repente, tudo o que ela quer e sobre o que fala é Liam, e isso, vez ou outra, acaba sendo chato. Ela é uma personagem forte, mas há algo de superficial nela, algo que não me faz gostar tanto assim dela. 





Amy Raydenfeld é a típica amiga sarcástica e a mais amorosa. Dá pra perceber desde o começo o quanto ela se preocupa com Karma e, por isso, acaba deixando seus próprios sentimentos de lado para fazê-la feliz. Dona de um astral meio pessimista (ela sempre acha que todo mundo vai descobrir sobre o segredo delas), Amy é a mais próxima de uma pessoa real. Ela tem o seu lado sensível e vulnerável e justamente devido a isso é muito fácil se identificar com ela. Constantemente ela é "manipulada" por Karma, e cada vez mais é a típica pessoa confusa diante de uma decisão. Com certeza, é a minha xodó, haha <3




Lauren Cooper é a meia-irmã de Amy. Não é preciso dizer que elas se odeiam. Lauren é egoísta, egocêntrica e a típica menina malvada (mas que rendem boas risadas). A voz dela é insuportável. Ela grita insuportável, sinceramente. No entanto, ela tem suas horas mais humanas, especialmente quando tenta se aproximar da mãe de Amy. Apesar de Amy achar que Lauren está fingindo sentir amor por sua mãe, eu creio que ela esteja sendo sincera (não que isso valha de alguma coisa, haha. Não dá pra confiar muito em Lauren). 








Shane Harvey é o melhor amigo de Liam, eles têm uma relação de amizade muito legal e bastante convincente. Liam não liga para o fato de Shane ser gay (na verdade, a escola onde eles estudam é bastante liberal e sem preconceitos). Aos poucos, Shane se torna amigo de Amy e seu confidente. Ele é o único a saber sobre o segredo delas e sobre como Amy realmente se sente. Ele é um cara muito convincente e engraçadinho, tem seus momentos de bad boy para conseguir as coisas (o que faz Lauren o acusar de serem parecidos, em um episódio) e é aquele típico amigo pra cima, que anima a galera. 








Liam Booker, no começo, é um cara meio ambíguo - você não sabe se dá pra gostar dele, ou não. Ele gosta de atenção e, aos poucos, vai se revelando um cara realmente legal e verdadeiro. Ele não é todo metido, ou esnobe. Aos poucos, ele vai aceitando o que sente por Karma, percebe que não é apenas uma fantasia estar com ela (pelo fato de ela "ser lésbica"). De forma geral, Liam é um personagem cativante e doce. 








E aí? Ficaram com vontade de assistir? 

Love,
Nina 

You May Also Like

3 comentários

  1. Eba eba eba eba eba <3 Agora preciso começar a assistir logo <3

    ResponderExcluir
  2. Depois de tudo isso acho que preciso dar um segunda chance a série. Assim né, particularmente, o primeiro episódio pra mim foi meio ridículo e sem noção, meio que desisti de assistir o resto da série.

    http://girlsjustwannahave---fun.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei, vou tentar assisti qualquer dia desses, obrigado pela dica.

    blog:www.thevinydiary.com

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.



INSTAGRAM