Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Resenha: Fangirl

by - dezembro 23, 2014

Faltam 18 dias para o encerramento do SORTEIO DE NATAL. Para participar clique AQUI.  

______________


Título Original: Fangirl
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Páginas: 421
Ano: 2013

~*~

Ai, gente, nem posso expressar direito o amor por esse livro, sério. Desde que soube de sua existência eu sentia que pre-ci-sa-va dele na minha estante. E não deu outra: não troco esse livro por NADA neste mundo (talvez, eu nem consiga emprestá-lo haha). É, praticamente, O LIVRO DA MINHA VIDA. Sinto DEMAIS que a Cath sou eu em um mundo paralelo! 

Bom, Fangirl narra a história de Cath (Cather) que está chegando para o seu primeiro dia de faculdade. Ela tem uma irmã gêmea, a Wren, que quer ganhar mais independência, por isso não quer dividir o quarto do alojamento com Cath. É claro que Cath se sente ofendida com isso, afinal, elas sempre estiveram juntas. 
                                  "Eram um pacote, e pronto. Desde sempre" - p 142
Mas, mesmo com medo, Cath tenta se adaptar a sua nova colega de quarto, a Reagan. Com ela, Levi, um garoto do rancho, vem junto no pacote. Ele passa muito tempo no quarto delas, porque namora a Reagan. De começo, Cath fica esquiva de tudo (ela é muito tímida e retraída - prazer, eu! haha). Mas conforme ela vai fazendo amizade com Reagan e Levi (sem contar Nick, que é colega dela na cadeira de Literatura de Ficção, com quem começa a escrever histórias conjuntas), Cath se torna uma pessoa mais sociável. Quer dizer, ela não larga a fanfic que escreve para ir a festas, ou para ir ao refeitório. A vida de Cath gira em torno de sua fanfic, 

É importante dizer o que são fanfics, caso você não saiba. Bem, são, basicamente, histórias escritas por fãs. A Cath escreve histórias sobre a série Simon Snow (uma coisa muito Harry Potter), nas quais todas têm homossexualidade. Embora os personagens da escritora "real" da série não sejam gays, essa é a coisa mais legal de se escrever fanfics: você remodela os personagens já existentes, então o fato de Simon e Baz serem gays não é algo tão surpreendente assim. 
"- A ideia de escrever fanfiction - disse ela - é poder brincar com o universo de outra pessoa. Reescrever as regras. Ou alterá-las. Você pode ficar nesse mundo, esse mundo que você ama, quanto quiser, contato que pense em novas histórias..." - p. 124
Levi, o namorado de Reagan começa a se interessar pelas fanfics da Cath. Eles começam a passar bastante tempo juntos, enquanto Cath lê para ele as suas antigas histórias. Levi não se importa com a temática delas e, apesar de nunca ter lido os livros (ele não é muito de leitura de forma geral), aprecia bastante a trama, pois já assistiu aos filmes. É nesse clima que Levi e Cath se aproximam bastante, até que, numa noite, eles se beijam e é a partir daí que a vida de Cath começa a mudar definitivamente. 

Tem também todo o lado familiar de Cath e Wren. A mãe delas as largou quando tinham nove anos e, depois disso, o pai meio que tem umas crises (mergulha demais no trabalho e tal), inclusive enquanto elas estão na faculdade, o que faz a parte preocupada de Cath se aflorar (ela até diz que vai largar a faculdade). Wren, nesse quesito, é bem diferente da irmã. Dá para entender que Wren apenas quer curtir as festas e ficar bêbada, sem contar que, depois de dez anos, quer voltar a se aproximar de sua mãe, o que faz Cath e ela fiquem sem se falar por um bom tempo. 

Cath e Wren não são realmente opostas, são apenas diferentes uma da outra. Dá pra ver que Wren sente saudade de Cath nos momentos de solidão, por exemplo. São duas personagens bem trabalhadas, embora Cath seja mais. Levi é um personagem interessante, todo lindinho e do tipo cavalheiro, mas que tem sacadas engraçadas. De forma geral, ele é muito cativante. E eu achei que ele e a Cath se combinaram muito.
"Acho que não sirvo pra isso. Menino-menina. Pessoa-pessoa. Não confio em ninguém. Ninguém mesmo. E quanto mais eu gosto de alguém, mais certeza tenho de que a pessoa vai se cansar de mim e pular fora". - p. 275
Só tenho duas reclamações: os ataques de choro da Cath me irritaram demais (alô, Fani!) e a "cautela" dela quanto ao relacionamento com Levi (do tipo: não beijar antes de um mês de namoro e afastar as mãos dele toda hora. Mas, por um lado, dá totalmente para entender isso, porque ela é muito tímida, mas por outro: alô, cê já tem dezoito anos, minha querida!). 

Conclusão: sou a Cath de 12 formas diferentes. Identifiquei-me completamente com ela, por sermos realmente parecidas física e psicologicamente. Esse amor dela por fanfics foi o ponto alto de todo o nosso relacionamento. No final eu quase chorei (haha) e fiquei me recordando do meu amor por Harry Potter e pelas minhas antigas fanfics sobre o fandom. 

Ter lido Fangirl foi como entrar no meu próprio mundo, só que pelos olhos de outra pessoa. Quem ama escrever e ler fanfics PRECISA lê-lo! 

Love
Nina 

You May Also Like

9 comentários

  1. Olá!

    Adorei a resenha e já conhecia o livro da Rainbow, contudo não é um assunto que me interesse muito, mesmo sendo muito bacana e muito bem elogiado por todos os leitores da Novo Século.
    Enfim, talvez seja uma leitura para um futuro próximo, hahaha!

    Beijos,
    Luiz Henrique (Luke)
    instanteliteral.com

    ResponderExcluir
  2. UHAAUH acho que esse livro define 90% das pessoas que viveram no mundo das fanfics. Eu me apaixoneeeei também, é um livro incrível, e também me irritou esse receio todo em tocar no menino. Até os fetiches dela eram meio doidos kkk

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br
    Tem especial de natal, vem conferir!

    ResponderExcluir
  3. Oii. Tudo bom?
    Já tinha ouvido falar deste livro, mas não me despertou interesse, talvez porque eu não goste muito deste gênero. O Eleanor&Park talvez eu venha a ler algum dia, quem sabe kkkk
    Adorei a resenha, pelo visto você amou msm o livro.
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
  4. Ai eu necessito ler, eu me lembrei na época do Harry Potter.
    Adorei a resenha e estou seguindo o blog ok?

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu não sou muito boa com fanfics, mas já escrevi algumas coisas hehe. Mas gosto muito do tema desse livro e gostaria muito de lê-lo nas férias se der tempo. Eu participo do fandom de Sherlock e gosto muito dos ships (inclusive gays, hehe - apesar de eu achar que Sherlock não deve ficar com ninguém) e das outras fangirls, Já li algumas fanfics de HP, e uma especialmente boa, que recontava os últimos anos do Harry em Hogwarts e era uma versão com o Sirius vivo. Lembro que tinha uma coisa super engraçada que era que o Sirius e o Snape gostavam da mesma mulher, considerando que antes o Snape e o James/Tiago também já gostavam da mãe do Harry. Me deu uma dó do Snape ser desprezado outra vez :(

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
  6. Nina, fiquei com vontade de ler o livro rsrs E olha que eu nem curto muito fanfict, mas a forma como vc escreveu me deixou curiosa sobre o livro. Já anotei na minha listinha de livros!
    Ah, e queria agradecer por ter respondido meu comentário e espero te mandar um e-mail, em breve, com todas as dúvidas que tenho. Obrigada pela atenção.
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
  7. Oi Nina.
    Que livro bacana. Adorei a história e fiquei com vontade de ler.
    Vou colocar na minha lista de leituras, espero gostar que nem você.

    Beijos
    Carolina
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Estou com este livro pra ler..
    Confesso que o que mais me chamou a atenção foi a capa.
    Não sabia muito do que esperar do livro.Mas acho que vou gostar ><
    Resenha boa c:
    Abraços
    ✺⇢Cantinho da Bruna⇠✺
    ✺⇢@cantinhodabruna⇠✺


    ResponderExcluir
  9. Ah, eu tenho uma certa hesitação em ler este livro, e não sei por quê, a bem da verdade, pois amei a Rainbow em Eleanor&Park, além de Fangirl trazer mtos elementos que conhecemos bem, como o mundo das fics e ser fã de uma saga similar à HP. Enfim, sua resenha contou pontos a favor para eu lê-lo. Bjusss

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.



INSTAGRAM