1 de julho de 2015

#Resenha de livro: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista

Inciei a leitura de A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista há uns dois anos, mas em inglês. Na época, o exemplar em inglês estava mais barato e eu, como eu me viro bem nessa língua, decidi comprá-lo. No entanto, eu esqueci que sou a pessoa mais l-e-r-d-a do mundo para ler em inglês, de forma que eu acabei abandonando a leitura. Por sorte, tenho amigas leitoras com o mesmo gosto literário que eu e uma delas me emprestou seu exemplar em português. Resultado: li-o em poucas horas, no feriado! 

Título Original: The Statistical Probability of Love at First Sight
Autora: Jennifer E. Smith
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 223
                                                                          + 

Eu sou viciada em livros YA (Young Adult) e, dessa forma, meu amor por esta história não ficou abalado apesar da pouca quantidade de páginas. Ela se passa em exatamente 24 horas. O que mais gostei foi, sem dúvida, o fato do laço entre os protagonistas não soar forçado ou apressado demais. 

A premissa do livro é o atraso de 4 minutos de Hadley, que deveria pegar o avião para ir ao casamento do pai com nova mulher. Devido ao atraso, ela teve que adiar o voo e pegar o próximo. De início, fica apreensiva e feliz ao mesmo tempo, pois o evento não é algo que gostaria de presenciar, já que não se dá mais tanto bem assim com o pai. Ficamos sabendo que ele mora na Inglaterra e foi para lá, pois ganhou uma oportunidade de lecionar numa universidade britânica. Só que, a experiência que deveria durar seis meses, se prolongou, porque ele acabou conhecendo uma mulher lá e decidiu se separar da mãe de Hadley. E, devido a essa situação, a garota guarda muito rancor e raiva dele. 

Enquanto espera seu novo voo, ela conhece Oliver, que a ajuda com sua mala, na maior boa vontade. Ele parece um cara divertido logo de cara e e é isso que transmite ao longo do livro. Eles acabam conversando e se conhecendo um pouco e, no avião, sentam-se lado a lado durante 7 horas. O humor de Oliver é leve e tipicamente americano (apesar de ele ser britânico). A relação entre os dois é muito fofa e as conversas são engraçadas, dinâmicas e fluídas. É fácil chegar a pensar que foram feitos um para o outro devido ao entrosamento. Hadley não é uma garota tímida, o que foi uma grande sacada da autora, de modo que sabe conversar de igual para igual com Oliver. 
"É isso que se faz em aviões. Você divide um apoio de braço com uma pessoa por algumas horas; troca histórias sobre sua vida, conta uma coisa ou outra, talvez uma piada. Comenta sobre o tempo e sobre a comida, que está ruim. Escuta o outro roncando. E, depois, diz adeus". 
Hadley se abre muito com Oliver, fala sobre seus problemas, sobre sua visão de casamento, sobre seu pai. Mas, em momento algum, Oliver retribui. Ele é ótimo para fazer piadinhas e falar sobre amenidades, mas se esquiva quando questionado sobre a família, embora pareça entender o drama familiar de Hadley. Ou seja, de repente, o personagem se torna uma incógnita tanto para Hadley quanto para o leitor. E a forma como a autora desfez essa incógnita foi expressiva, criativa e surpreendente. 

Aliás, "surpreendente" é uma boa palavra para descrever esse livro. Alguns poderiam pensar que seria apenas mais um romance YA, mas ele toma rumos inesperados e muito bem elaborados, o que foi um enorme ponto positivo. 
"Oliver é como uma música que ela não consegue esquecer. Por mais que tente, a melodia do encontro entre os dois fica tocando na cabeça repetidamente, cada vez mais agradável, como uma canção de ninar, como um hino; não tem como ficar cansada daquilo". 
Apesar de abordar temas como dor, rejeição e raiva, A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista é leve e ágil. Hadley se perde em lembranças e em sentimentos negativos, mas consegue, ainda assim, fazer com que a leitura não se torne entediante. A fofice desse livro é demais, sério. É uma lição sobre como o acaso acontece em todo lugar, basta que nós acreditemos e demos uma chance a ele. 

Capas:


Inglês              X               Português

Confesso que gosto muito da original, mas essa da Record ficou incrivelmente fofa 

Love
Nina 

13 comentários:

  1. Adorei a sua resenha! Eu simplesmente amo esse livro! <3

    http://doisjeitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olaaa
    Adorei sua resenha e li o livro a um tempinho entao me recordo pouco, mas lembro que gostei mas esperava bem mais. Adoro as duas capas.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  3. Oi Nina! Já tinha visto algo sobre este livro, mas não li resenha. Me pareceu interessante a forma como ele se desenvolveu. Bacana ver personagens assim, pra cima! Feliz que tenhas conseguido ler o livro!

    Um abração!!!
    http://www.pensamentosvalemouro.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nina! <3
    Awn, eu adoro YA, e já tinha visto esse livro sendo bastante comentado por muitos leitores, e claro, sempre fico curioso quando a capa e o enredo me atrai. Bom, eu gostei bastante da sua opinião a respeito, me motivou ainda mais me aventurar nessa história e acho que irei me dar muito bem com esse livro, já deu pra ter uma percepção do que irei encontrar e eu adoro livros humorados, inclusive também gostei dos personagens e me conquistaram bastante. Sério, a sua conclusão final me deixou aqui desejando demais esse livro, achei a Hadley super cativante *o* Ótima resenha, muito bem escrita (:

    Beijos,
    Luan | http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    primeiro, AMEI seu blog ainda não o conhecia e adorei a sua resenha ahaha. eu tenho o livro aqui em casa, mas ainda não li lembro que quando foi lançado fiquei super curiosa acho que não li ainda por que estou meio que correndo dos YA não que eu não goste, não é isso é só que acabei ficando um pouco enjoada mas fiquei animada com sua resenha acho que vou finalmente desempaca-lo ;) bjs
    http://notinhasderodape.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Nina lindona acredita que ainda não li esse livro, preciso correr e estou com ele no Kobo, a capa é muito meiga, e gosto do relacionamento que é construído aos poucos sem aquele amor a primeira vista. O que o destino nos apronta em 4 minutos hein rsss. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Olá! Li esse livro há algum tempo e também adorei. A história é super fofa, envolvente, daquelas difíceis de largar. Não faria a releitura, mas, na época, foi uma ótima surpresa. As capas desse livro são maravilhosas. Não consigo dizer qual é a minha favorita haha Ótima resenha! Beijos

    ResponderExcluir
  8. ola
    eu não li esse
    a capa acho mais bonita a original
    e sua resenha foi primorosamente bem detalhada
    gostei muito nina

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li o livro, mas já ouvi falar muito dele e pelo visto você o adorou.
    Prefiro muito a capa original, acho que ela tem um "que" de nostalgia que gosto muito.

    LETRAS COM CAFEÍNA

    ResponderExcluir
  10. Oi ^^
    Comecei a ler este livro há um tempo, mas nunca consegui terminá-lo.
    O início me pareceu um pouco chato e como eu tinha vááários livros com leitura pendente, acabei deixando este de lado :(

    Espero em breve por em dia as leituras e finalmente tentar lê-lo novamente!

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Oi! Tudo bem?
    Achei o livro interessante desde o título! Hahaha' Super curioso, não é?
    Adorei sua resenha.

    Beijocas da Jay
    http://aprateleira2014.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bom?
    Esse livro é surpreendentemente fofo. Li há muito tempo, mas adoro essa história de amor à primeira vista. É um livro jovem, envolvente e com uma narrativa leve. Indico sempre para quem busca romances fofos.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Nina
    Amei a sua resenha e ela aumentou ainda mais a vontade de ler esse livro que eu só ouvi coisas boas a respeito.
    Adorei o tema abordado e assim como você amo YA então é uma excelente pedida pra mim.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

Seu comentário é super bem-vindo. Não esqueça de deixar o link do seu blog para eu o visitar assim que possível ;)