Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Divulgação: Louis e Lorraine, de Anaté Merger

by - dezembro 13, 2015

No começo do ano, resenhei o livro Amor em Jogo, da Anaté Merger, mas, desde então, não tinha tido a oportunidade de ler outra obra dela. No começo do mês, entretanto, vi-a divulgando um conto que está na Amazon, chamado Louis e Lorraine. Logo me chamou atenção e baixei (pois estava de graça). 


Por ser um conto, a história tem apenas 21 páginas, mas foi o suficiente para me desconcertar. A sinopse é bastante singela e, portanto, eu esperava outro tipo de storyline. Mas não pensem que me decepcionei - de modo algum! A reviravolta do conto me pegou totalmente de surpresa e, ao invés de ficar decepcionada, eu simplesmente achei isso fantástico. Gosto muito de histórias que me surpreendam, pois a maioria fica na minha mente por bastante tempo. 

O enredo é fluído e narrado em primeira pessoa por Lorraine, uma garota que se acha sem graça e que tem 15 anos. Ela está se arrumando com muito esmero para ver o garoto por quem é apaixonada, Louis. De cara, adorei Louis, pois o modo como a autora/personagem o descreveu de modo tão sedutor, mas equilibrado (aquele típico garoto mediano que não sabe que é bonito, por assim dizer), me convenceu bastante. Aliás, o conto inteiro é muito convincente. Temos o costume de achar que contos deixam a desejar pela natureza mais breve, mas esta história cumpriu com perfeição o seu papel, dando-nos informações precisas, mas sem deixar de lado detalhes que complementam o plano de fundo do enredo. Então, de forma geral, o conto é bastante equilibrado. 

Agradou-me demais o fato de a autora ter inserido o tema da música com o piano. Lorraine diz que foi justamente devido às notas musicais que conheceu Louis e que se apaixonou por seu dom tão especial. A música conferiu um toque mágico, sutil e poético à história. Toda a magia da musicalidade se evidencia em cada linha lida, depois que entendemos o propósito dela para compor o plano de fundo da história contada. O que mais me chamou atenção foi, justamente, a oscilação entre a leveza e a gravidade, pois isso permitiu um ritmo fluído e cadenciado na leitura. 

Gostei muito da reviravolta presente, pois me deixou desesperada, confusa e surpresa ao mesmo tempo. Achei, realmente, muito bem colocada e me deixou com a sensação de que vou carregar a Lorraine e o Louis por um bom tempo. A autora dá pequenas pistas quanto à reviravolta que se mostra eminente, mas precisa de uma leitura bastante atenta (eu tive que ler duas vezes para, enfim, me dar conta das sutilezas escondidas). A maneira como a história se encerra (ou apenas dá continuidade... na nossa imaginação) é muito poética, doce e, de alguma forma, fica "flutuando" na nossa mente.
"Ele era tão impossível para mim como o piano que usava para tocar o coração de quem o escutasse. Dias e noites de choro se passaram até que me conformei em amá-lo do meu jeito silencioso". 

#Para comprar na Amazon: aqui.

Love, Nina :)

You May Also Like

6 comentários

  1. Nossa, a forma que descreveu o conto, me deixou com muita vontade de ler, o ruim é que nao consigo me concentrar muito em e-book, mas farei o possivel.

    Otima resenha

    Beijos

    Viviana
    devoreumlivroeoufilme.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Achei muito interessante... parabéns pela forma que você contou o conto.
    Bjos!!
    batomnacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Nina.
    Ótima resenha.
    Apesar de não gostar de ler contos, sua resenha me deixou bem interessada na história. ^^

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oiiii, ótima resenha guria, tu sempre me encanta com este teu blog hahaha e desde que li sua resenha, na parte que falaste em piano, fiquei desesperada e apaixonada. Acho cativante tudo que envolva piano e violoncelo ❤
    Beijos
    Segredosliterarios-oficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Nina, muito obrigada pela resenha, amei cada linha. Que bom que gostou da mensagem de Louis e Lorraine. Beijo e até a proxima! :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um prazer, flor! :)
      Muito sucesso pra você!

      Excluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.



INSTAGRAM