Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

#Twelve Letters Project: Uma carta para um personagem fictício

by - fevereiro 26, 2016

26 de fevereiro - noite

Oi, Mim (porque Mary nunca combinou com você mesmo), 

Do mesmo jeito que você escreveu as cartas para a Isabel, eu te escolhi. Sei que, na verdade, você não teve escolha. E tudo aquilo não foi por causa do seu "E se?". Acho que nenhum destino está acima de milhões de "E se's?". Como já disseram por aí, essas duas palavras juntas podem te amedrontar pelo resto da vida - e se tem algo que aprendi com você é que a gente não tem que ter medo da vida. Que, se for pra acontecer, que aconteça. Gostaria que essa carta fosse realmente apenas para você, mas ela é, também, para mim. Para me lembrar daquilo que li e daquilo que ficou de você em mim. 

Nunca achei que tivesse Motivos. Tentei entender os seus, mas, na maior parte do tempo, eu estava mais preocupada com o depois. Porque o passado, apesar de ter sido bom e ruim para você, não pode definir completamente quem você é hoje. E, para ser sincera, eu vi isso no seu hoje. Fico feliz por saber que depois de tanto passado ruim e tanto passado bom, seu presente é algo transcendente a tudo isso. Algo novo, só seu. Que lhe pertence mais do que aos seus Motivos. Fico feliz que hoje haja realmente vida na sua vida - e é algo que descobri na minha também.

Depois de tanto passado e futuro, algo que ainda penso é no seu futuro. Eu sei que você também pensa nele, porque já sabe que suas descobertas te levaram a algo e a alguém. Fizeram com que você soubesse, finalmente, onde está. Acho que você descobriu algumas verdades. Mas fico imaginando, não a partir de um "E se?", mas de um "Espero que sim". Espero que sim. Espero que, dali um ano, você se reencontre com Walt e Beck. Porque eles, agora, fazem parte de você. Não porque você achou que pudesse suprir a maternidade roubada de Walt e não porque achou que Beck era sexy-e-rock-and-roll ao mesmo tempo. Mas porque, depois de algumas jornadas, a gente acaba fazendo da vida dos outros a nossa vida também. Porque, é claro, sempre tem alguém que faz história na nossa história. 

Obrigada por fazer história na minha história. Conseguiu re-definir boa parte do que desejo para este ano. Um pouco de jornada e muita vida (boa ou ruim - o importante mesmo é sempre descobrir quem não queremos ser. Sim. Você está certa). 

Câmbio e desligo,
Nina Spim,
O tipo de pessoa que não seria Kate Winslet, nem Zooey Deschanel, nem Ellen Page

____

Mim (ou Mary) é a protagonista de Mosquitolândia, de David Arnold


Esta carta faz parte do Twelve Letters Project e você pode conferir os próximos temas AQUI.

Love, Nina :)

You May Also Like

7 comentários

  1. Awwww, amei isso <3

    Gostei desse contato íntimo com a personagem e essa sensação de agradecimento e compreensão ao mesmo tempo.

    Incrível sua primeira carta <3

    ResponderExcluir
  2. Você escreve muito bem Nina, adorei esse seu projeto de cartas <3 Esse texto ficou lindo!
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Nina.

    Ok, agora me convenceu a ler Mosquitolandia. Só um personagem muito especial para receber uma carta tão linda e profunda.Amei. E que projeto criativo, muito interessante. Eu com certeza escreveria uma carta para os personagens de Proibido e para alguns de Extraordinário. E iria chorar ao escrever, pois senti muita coisa nestas leituras que me fizeram me emocionar muito.
    Fabuloso.

    Beijinhos
    http://chalecult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina, primeiramente preciso dizer que o topo do seu blog está lindo, adorei. Esse projeto é diferente também, curti bastante e o texto está muito legal também. Ainda não li Mosquitolândia e sempre ouço as pessoas falando bem dele. Tomara que um dia eu tenha a oportunidade!Bjs e boas leituras!

    ResponderExcluir
  5. Ai que carta mais lindaaa! Amei demais esse projeto e caramba, seu post! Amei amei amei. E agora quero ir correndo ler Mosquitolândia e conhecer a Mim!
    Beijos! Seguindo seu blog!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Que carta linda!!!!!!
    Você tem o dom da escrita, parabéns!!!!


    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei a ideia do seu projeto de escrever cartas para os personagens dos livros. Me lembra a história de Claro Sinais de Loucura por sinal. É tão maravilhoso isso. Adorei, e espero continuar vendo mais disso por aqui. Abraços

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.



INSTAGRAM