Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

Essential book: junho

by - junho 30, 2017

Estou aqui de novo com mais fotografias para o essential book

Dessa vez o tema é mais feliz, sobre a essência da inocência. Confesso que fui eu que sugeri esse tema para a Larissa, porque eu já estava com o livro escolhido em mente hahaha. Apesar de a inocência não estar somente associada a personagens, minha escolha foi por causa do narrador de O oceano no fim do caminho, do Neil Gaiman (resenha aqui). 

Esse livro foi um dos melhores de fantasia que li nos últimos tempos e tenho certeza que será um dos meus preferidos para toda a vida. O fato de o narrador ser uma criança pode parece ser uma narrativa bonitinha e doce, mas a história ultrapassa qualquer pureza infantil. Ainda assim, há muita inocência, pois o personagem tem muitas características ligadas ao universo de quem vive nos sonhos e não sabe separá-los com muita exatidão da realidade. 

Purpurina sempre me lembra crianças. O narrador é uma criança tímida, calada, que não sabe se portar muito bem perto de outras crianças. A alegria dele tem o tom sempre azul, pois é solitário (ele prefere livros a pessoas, por exemplo) e observador. 

Ilustração: Aline Valek (recebida com a zine mensal de Bobagens Imperdíveis)

A narrativa é um constante jogo de sonho versus realidade, então, as situações vividas pelo narrador não são totalmente confiáveis. Existe um quote, que se refere ao fato de as pessoas não se parecerem por fora com o que são por dentro, que representa como a mente do narrador funciona: ele confia demais no que vê - em contrapartida, faz o leitor não sabe em que confiar. 

"Ninguém realmente se parece por fora com o que é de fato  por dentro. Nem você. Nem eu. As pessoas são muito mais complicadas que isso. (...) Existem monstros de todos os formatos e tamanhos. Alguns deles são coisas de que as pessoas têm medo. Alguns são coisas que se parecem com outras das quais as pessoas costumavam ter medo muito tempo atrás. Algumas vezes os monstros são coisas das quais as pessoas deveriam ter medo, mas não têm" - p. 129.


Um dos meus quotes preferidos, com certeza. E acho que ele representa bastante a inocência de uma criança: alguém que confia demais no agora, sem pensar que as coisas podem mudar. Especialmente as pessoas.  

O narrador é vizinho de uma garotinha, que o leva para um mundo de fantasia. A família dela é poderosa e, de acordo com tudo o que ele narra, é ligada à magia. Nessa família só existem mulheres independentes, que não querem nem necessitam de qualquer homem por perto. É muito fácil inferir que ele enxerga essas mulheres como bruxas - mas bruxas do bem (por isso o chapeuzinho branco). 

///

I. O tema de maio foi
a essência da negatividade
e você pode conferir AQUI


II. Não deixe de conferir as fotografias das outras participantes: 

Love, Nina :)

You May Also Like

9 comentários

  1. Ahhh, Neil Gaiman <3

    Eu comecei a ler esse livro há um tempo, mas acho que não tava na pegada dele (tava passando por algumas coisas complicadas). Mas tudo o que vc pontuou do narrador deu pra perceber no pouco que eu consegui ler e agora deu mais vontade de mergulhar nessa história.

    Suas fotos estão cada vez mais criativas e apaixonantes, amando demais <3 Parabéns pela postagem <3

    ResponderExcluir
  2. Ninaaaaaa que postagem mais linda menina, eu fiquei apaixonada por esse essencial book, já havia lido sobre o projeto aqui no seu blog mesmo e agora é sempre bom voltar e ver tanta simplicidade e amor em algumas imagens, fico feliz que tenha indicado Neil Gaiman, um nome bem renomado.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá Nina!
    Estou encantada com sua postagem e suas fotos. Amei o quote escrito a mão!
    Ainda não conheço essa história, mas toda vez que vejo essa capa eu fico namorando-a.
    Acho que preciso arrumar um espacinho na minha lista pra encaixar essa leitura logo.
    Adorei a dica!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  4. Oi Nina, infelizmente, e espero que você não fique brava comigo, até porque já me sinto uma ET, eu não gostei deste livro. Para mim foi uma leitura muito entediante, não conseguia seguir adiante e parecia que o livro não terminava nunca. Isso foi tão ruim... Mas fico feliz que com você tenha sido o contrário, e parabéns pelas palavras sobre o livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Adorei muito cada foto e cada comentário seu sobre o livro, eu não sabia que se tratava de uma narrativa pelo ponto de vista de uma criança e por ser fantasia só me deixou com mais vontade de ler!

    Beijinhos,
    Livros que Li

    ResponderExcluir
  6. Achei legal a ideia de escrever à mão a citação, pena que por causa das sombras na foto ficou um pouco difícil de ler... mas amei a ideia do post! Muito criativa!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  7. Oie amore,

    Que delícia de post... parabéns!
    Não conhecia o livro, mas já gostei do que vi por aqui!
    Fiquei bem curiosa pra conhecer essa narrativa...

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  8. Olá!!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas fiquei curiosa para ler, vou procurar! Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post.
    Já conhecia por cima o projeto e adorei saber mais através do seu blog.
    Beijos

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário! Que tal deixar o link do seu blog para eu fazer uma visita a você depois? :D



INSTAGRAM