Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

Passarinha: sobre ter um Desfecho diferente

by - maio 12, 2018

Passarinha, da Kathryn Erskine, foi um livro que esteve muito tempo na minha wishlist e fiquei muito feliz por lê-lo agora, porque acho que o li no momento certo. 


Título original: Mockingbird
Autora: Kathryn Erskine
Editora: Valentina
Páginas: 224
Ano: 2010 (EUA) | 2016 (BR)
★★★★★ +

O livro toca em dois assunto sensíveis: a violência na juventude e o autismo. Talvez possa parecer meio doido combinar dois temas diferentes, mas em Passarinha temos um entrelaçamento muito bonito e triste deles. 

A comunidade em que se passa a história está de luto porque abriram fogo em uma escola. Uma das vítimas foi Devon, irmão mais velho de Caitlin, a narradora. Devon foi atingido no coração e acabou não sobrevivendo. Agora, Caitlin e seu pai precisam lidar com esse vazio e essa saudade. 

Caitlin é uma garotinha diferente. Ela não consegue olhar diretamente para as pessoas, não gosta que a toquem, não se dá bem em grupos e detesta que as cores se misturem. Na escola, ela recebe acompanhamento psicopedagogo, tanto por causa das questões de sociabilidade quanto por causa da perda do irmão. Fica cada vez mais óbvio que ela é bastante funcional e tem um alto desempenho em várias tarefas, como ler e desenhar. 

O livro é narrado pelos olhos e pelas palavras de Caitlin, o que significa que existe muita graciosidade, inocência e verdade. A protagonista tem Síndrome de Asperger, que se encaixa no autismo. O fato de ela ser Asperger confere um tom muito peculiar à escrita e à leitura. O leitor não vê muita pontuação (como vírgulas). Além disso, é comum parágrafos serem gigantescos. Esse cuidado em manter até mesmo a narração de um modo bem característico é maravilhoso e encantador. Isso permite que o leitor esteja na história de um modo muito singular, é quase como se pudéssemos imaginar como é ser a Caitlin. 

É muito difícil enxergar o que você tem que enfrentar quando as coisas começam a virar geleia e se fundir num borrão e se transformar umas nas outras, p. 32

Então, é muito fácil perceber como essa garotinha vê o sofrimento do pai. Ela não entende direito, mas sabe que ele precisa de um Desfecho. Fica bem óbvio que o pai dela está bastante deprimido e que não tem muito tato para lidar com as limitações dela. Muitas vezes, por exemplo, ele a obriga a fazer coisas que está além do que ela suporta, como receber abraços e olhar para as pessoas. Por um lado, eu entendo que precisa haver esse desafio, mas por outro eu senti que ele foi muito pouco empático. Ainda assim, não é um pai omisso e desinteressado; ele está sempre por perto. Mas, como Caitlin quer sempre conversar sobre o irmão, isso acaba por drenar as forças dele. 

Pessoas com Asperger são conhecidas por repetirem os mesmos padrões em diversas situações e tarefas, então, Caitlin repete muitos comportamentos, diálogos e intenções. Depois que ela percebe que ambos precisam de um Desfecho, isso se torna a tarefa principal de suas dias.  

Como pode existir alguma palavra mais especial que Coração?p. 67

Algo que me fez ficar mais apaixonada pelo livro foi todo a simbolismo e as referências ao clássico O sol é para todos, da Harper Lee. Existe uma nota da tradução em que explicam diversas palavras e expressões, o que faz o leitor entender esse simbolismo e essas referências. Para quem já leu O sol é para todos, como eu, Passarinha é uma leitura que só faz encantar mais ainda pela sensibilidade do mundo das crianças. 

Mas não somente lágrimas Passarinha causa (rs). Também causa várias risadas, porque Caitlin, como Asperger, não tem filtro sobre o que fala, então muitos diálogos são incríveis e engraçados. 

A leitura é incrível, sensível e emocionante. É muito lindo ver essa perda pelos olhos e sentimentos da Caitlin, não somente porque é autista, mas porque é uma criança ainda aprendendo sobre a vida.

Acho que a boa notícia é que todo mundo vai ter que aguentar ser especial
porque todo mundo está vivo
p. 197


Love, Nina :)

You May Also Like

9 comentários

  1. Oiii.
    Tenho lido e e ouvido muitos comentários positivos sobre esse livro e quero lê-lo já há um bom tempo.
    Sua resenha só atiçou ainda mais a minha curiosidade de conhecer a obra.
    Bjs
    Mary/ https://leiturasdamary.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Essa capa é super tocante. Faz a gente se encolher também. Eu já tinha lido algo falando sobre Asperger e autismo, mas faz tempo, acho que irei pesquisar sobre o assunto novamente. Parece ser uma leitura incrível mesmo, não vejo a hora de ler. Gostei muito da sua resenha.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Adorei sua resenha. Apesar dos temas bem pesados, gostei de a autora também intercalar com risadas. Eu já li O sol é para todos, e fiquei mega curioso para ver como a autora trabalhou isso na obra. Outro livro que traz O sol é para todos é o Claros Sinais de Loucuras, que é uma maravilha também.

    abraço

    ResponderExcluir
  4. Passarinha já estava na minha lista de livros que quero MUITO ler, e agora com essa resenha tão tocante me fez perceber que tenho que ter ele logo para começar a ler kkkkk.
    Adorei a resenha.

    Bjus** http://imagine-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Essa história mexeu muito comigo.
    Foi uma leitura tão gostosa que fiquei triste quando o livro chegou ao fim.
    Ela tem tanto para ensinar =D
    Amei amei e amei

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Eu sempre vejo pessoas recomendando esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
    Eu ando evitando livros com temáticas mais fortes, porém, esse parece ter sido escrito com tanta sensibilidade que me deixa curiosa para ler. Além disso, gostei de saber que o livro também tem seus momentos mais engraçados, acho que devem deixar a leitura mais leve.
    Adorei sua resenha e já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Nina,
    Eu tenho esse livro aqui, mas ainda não tive a chance de ler, mas pretendo ainda esse ano, se possivel. Já sei que vou curtir bastante a leitura, sem duvidas é uma obra impactante e muito instrutiva, né? Pois nos permite conhecer melhor e por outras perspectivas uma pessoa com sindrome de aspenger.
    Beijoos

    ResponderExcluir
  8. Oi, eu já vi algumas resenhas deste livro e ele já está na minha lista de desejos. Fico feliz que tenha conseguido se envolver com a história. Gosto muito quando um livro nos traz algum tipo de ensinamento ou reflexão.
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Tenho muita vontade de ler esse livro, mas sempre adio a leitura, lendo a sua resenha percebi que estou adiando uma leitura linda, sensível que irá me deixar apaixonada, gosto de livros narrados por crianças, vemos um lado da história rela, que não escondem nada e não possuem vergonha. Outro livro que você citou, "O Sol é para Todos" está na minha lista e espero poder ler ainda esse ano.

    beijos!
    https://blogminhaestanteliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.

INSTAGRAM