Projeto Cartas: Uma carta sobre tentar de novo

Oi, você. 

Esses dias, eu estava lendo um livro sobre espiritualidade xamânica, baseada em arquétipos. O livro era em espanhol. Não gosto de espanhol. Eu entendo bastante o idioma, mas às vezes tive de recorrer ao tradutor. Uma das expressões que li foi Volver a mirar, que significa  olhar de novo

Eu não acho que olhemos as coisas, as ideias, as pessoas e a nós mesmos de novo, com frequência. Talvez porque a vida corre e necessita que estejamos em constante movimento. E esse movimento quase nunca é o de dar uma nova chance. O tempo não nos dá essa permissão. O tempo corre, quase sempre atrás da gente, pra nos lembrar que parar e rever o todo é desperdício.

O tempo nos diz: Levanta daí

Só que seguir em frente não é, exatamente, tentar de novo. Tentar de novo é recomeçar - isso mesmo, do zero. Percebendo o que deu errado lá no início. Tentar de novo é um amanhecer. É quando a gente abre os olhos sabendo que tem dezesseis horas pela frente, e que elas são a nossa nova possibilidade. Essas dezesseis horas podem nos permitir olhar de novo. 

E esse ato de voltar não significa fazer tudo diferente, mas saber identificar o que deu certo e o que ferrou a gente. Voltar não precisa ser cansativo, mas é sempre uma reconstrução. Aquela coisa de se refazer, de ser paciente com nossos erros e de lembrar que os outros também vão errar - consigo mesmos e com a gente. 

Olhar de novo não é fingir que os erros não aconteceram, mas saber guardar o que ficou de melhor. Tentar de novo é saber o que aprendi ontem para seguir nesse caminho. Não rumo à perfeição, mas à melhor versão do que meu coração suporta. Ao melhor amor que eu posso me dar. 

Tentar de novo é oferecer um amor calmo. A mim. E aos outros.

Não importa se eu ainda não sei amar. Não importa se os outros não me ofereceram o amor que eu achei que quisesse. 

O que importa é que, ao tentar de novo, existe carinho.

E o amor vai dizer: Tudo bem.

Ele não vai te obrigar a sair do lugar correndo, não vai querer que você esteja na tempestade. Ele vai saber que você precisa desse momento para olhar de novo. E, assim, vai poder olhar mais vezes para o horizonte e pensar que um novo amanhecer virá. 

E ele vai vir. Daqui sete horas ou um dia inteiro. 

Imagem: Brooke Shaden.

~

O Projeto Cartas é temático e mensal. 

Logo mais, eu e a Karol postaremos os próximos temas do ano ;)


Love, Nina :)

15 comentários:

  1. Olá,
    Eu tento sinceramente sempre fazer esse exercício de olhar para trás para ver o que errei e ver no que posso melhorar. Mas concordo, nem sempre consigo, o tempo relamente nos esmaga, nossa rotina nos esmaga, geralmente só paramos quando nos machucamos ou quando alguém nos machuca. Mas deveria ser um exercício diário. Gostei muito da sua reflexão.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nina.
    Sabe? Uma das coisas que eu mais faço é olhar para os erros que já cometi para não voltar a cometê-los. Muitas feridas demoram a cicatrizar, mas cicatrizam e as marcas deixadas por elas nos fazem lembrar as dores e nos permitem aprender com os erros. Ao olhar para trás, também vejo onde pude evoluir em alguns campos da vida (claro, sempre buscando melhorar mais e mais) e onde há a necessidade de mais atenção.
    Enfim, eu gostei muito do seu texto, ótimo para reflexão.

    ResponderExcluir
  3. Oi Nina, eu sou meio preguiçosa para recomeçar algo, ou fazer de novo. Aprendo com os erros, é claro, mas normalmente não persisto se as coisas estão dando erradas. Gostei do teu texto.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. É muito difícil vermos quando estamos errado naquele momento. A perspectiva tem que ser enorme. E fácil olhar para os erros ja cometidos. Nem sempre conseguimos aprender com eles. Uma pena. Mas isso faz parte da vida né. Gostei. Parabéns pelos carta .

    Beijão .

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito do texto, bastante reflexivo!
    Sempre ao longo do meu dia, eu gosto de parar e pensar se não errei com alguém, se eu não fiz algo que não gostaria que fizessem comigo.. E quando percebo que errei peço desculpas, porque para mim pior do que errar é não admitir o erro e se redimir por ele.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá , gostei do texto. Me fez refletir sobre algumas coisas. E gostei muito sobre o texto e refletir sobre o mesmo

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Saudades de ler suas cartas Nina!
    Olhar pra trás é tão importante. Fazer uma análise do nosso comportamento, aprender com nossos erros e consertar algumas falhas, tentar ser um ser humano melhor.
    Ótimas reflexões!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que a ideia de começar de novo sempre me assustou, como se fosse uma espécie de fracasso. Hoje, eu já tento mudar esse pensamento e encarar os erros para fazer diferente. É importante aprender com o passado, tentar corrigir os erros, para recomeçar. Venho tentando pensar em recomeços como uma nova oportunidade, ao invés de um passo para trás.
    Adorei a carta e acho que você trouxa uma reflexão bem interessante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. A ideia de tentar de novo sempre me soou como uma continuidade do fracasso, sabe? Mas acho que é preciso se desvencilhar desse tipo de pensamento que muitas vezes nao acrescenta, é preciso vê-lo como uma experiencia, aprendizado. Enfim, seu texto me abriu um grande buraco na cabeça e me fez refletir sobre certas coisas, obrigada!

    ResponderExcluir
  10. Gostei da carta, um texto que me fez refletir, quantas vezes eu já tentei de novo, mas sem reiniciar de verdade, tentava de novo dos pontos errados e não do zero, sem me dar a oportunidade de para e olhar de novo para assim enxergar. Gostei mesmo, parabéns.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Que texto lindo.
    Já passei por tantas coisas nessa vida, mesmo sabendo que a maioria delas me fizeram mal, não sei se eu daria uma chance a ponto de abrir mão e recomeçar, sabe? Eu gostava muito de olhar pra trás para ver meus erros e tentar corrigi-los, mas sei que por mais que a gente tente evitá-los, eles sempre irão existir.
    Mas gostei da sua forma de enxergar o mundo e as pessoas =D


    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  12. Oi Nina tudo bem?
    Como seres humanos erramos muito, mas eu acho que nossa redenção é olharmos para trás e pedirmos desculpas pelo que fizemos e tentar não fazer de novo, isso sim seria sincero e tentar ser uma pessoa melhor. Parabéns pelo seu texto foi muito edificante ler, me fez pensar que temos que dar sempre o nosso melhor. Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Boa noite Nina, reconhecer os erros e ter empatia pelo outro é a melhor maneira de se redimir, e tentar ser uma pessoa melhor.

    ResponderExcluir
  14. Realmente tentar de novo vai alem do recomeço, pois muitos não param nem ao menos para pensarem no que erraram. A maioria de nós esta tão acostumado a ter sempre razão ou em estar certo, que não abre espaço para diálogos ou mesmo erros de outras pessoas.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  15. Olá Nina, adorei o seu texto, ele é bem reflexivo e nos leva a rever algumas das nossa ações *-* O projeto parece ser bem bacana, espero poder ler os seus próximos textos *-*

    ResponderExcluir

Olá, obrigada pelo comentário, mas, para evitar passar vergonha na internet, por favor, não seja machista, LGBTQAfóbico(a), ou racista. O mundo agradece :)

Qualquer preconceito exposto está sujeito à remoção.

Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.