Editado por Alice Gonçalves . Tecnologia do Blogger.

Textos

#Aqui, para sempre 

Nessa categoria, você pode ler os meus #TEXTOS preferidos.

♥ Não podemos (nos) proteger para sempre
♥ Rimas em saudades perenes
♥ Uma coisa é sempre outra
♥ A imensidão da dor que cabe na saudade

♥ Você une todas as coisas 
♥ Colecionando infinitos 
♥ Tenho algumas coisas bonitas para te contar 
♥ Um dia, a felicidade vai te encontrar 
♥ Eu não vou esperar para sempre
♥ Casulo dos sentimentos
♥ Eu fecho meus olhos e penso em você

♥ Looking Back
♥ Talvez a pior morte seja a morte de um sonho
♥ Tecendo por dentro
♥ Umas doses extras de café depois do amanhecer
♥ Um coração que está por empréstimo 
♥ Na dúvida, leve seu guarda-chuva
♥ Às vezes, eu gostaria de esquecer de que a dor é real 
♥ É um mundo selvagem 
♥ Aprenda a parar de chorar pelo seu coração
♥ Espero que você tenha esperança 
♥ No final, é tudo isso que nos resta
♥ Através de seus olhos
♥ It's a fluke 
♥ Através de seus olhos  
♥ My poor heart aches
♥ Don't let it die, dear
♥ Porque seu amor é meu, e meu amor é seu
♥ É tudo o que ela escreve
♥ Se apegue a isso
 Quando você se foi levando meu coração
 Pra te fazer sorrir
 Em meio à tudo, a ilusão
 Nos cantos dessa casinha
 Esse amor é nosso
 Yesterday, goodbye
 A primeira carta de amor
♥ And all souls says

_______________________

#Coisas de Amélia

Tudo que você precisa saber é que Amélia era três. E que, sim, você vai amá-la mais cedo ou mais tarde. 


_____________________


#Meus textos publicados na web


Arriscar-se pela web é algo que pode dar medo a muitos escritores iniciantes (e eu ainda sou uma). Mas é algo preciso, pois nos dá visibilidade e o melhor: recebemos o feedback. Críticas negativas ou positivas estarão sempre presentes na vida de um escritor e é somente com elas que crescemos, que lapidamos nossos textos e que descobrimos o que dá certo e o que não dá. 

Comecei a minha aventura pela web, enviando textos de minha autoria para diversos sites especializados em categorias diferentes. E ser versátil é uma coisa que todo escritor precisa aprender a ser. Se você só escreve sobre um tema, acredite, irá enjoar seus leitores. Escritor de verdade procura sempre superar seus limites. 

Aqui estão meus textos que você pode ler fora do meu blog: 

 Nem vem tirar meu riso frouxo com algum conselho que hoje eu passei batom vermelho – Blogueiras Feministas
 Até onde vai o seu amor quando ele vai até você?  Leitura Dinâmica. (site desativado)
 Espero que você seja feliz, mas bem longe de mim  Contioutra
 O retrato da (nossa) intimidade  Leitura Dinâmica(site desativado)
★ Onde as linhas se sobrepõem  Leitura Dinâmica(site desativado)
★ Somos mais, somos tudo  Leitura Dinâmica.(site desativado)
★ Eu sabia, ia dar errado  Leitura Dinâmica. (site desativado)
 Somos detalhes passageiros  Contioutra. 
★ Não tenha presa – eu serei forte por nós dois – PutaLetra
★ Não me entenda mal – apenas não me importo mais  – Sábias Palavras.

★ Estou desancorando você de mim – Sábias Palavras
Parte de uma história  Contioutra.
Por que a dualidade humana não deveria incomodar – Revista Pólen
Uma nota curta de adeus 
 Sábias Palavras.
Estar no pertencimento (ou: a ilusão de Isla) – Revista Pólen 
★ Verdades de uma pessoa introspectiva – Revista Pólen
Palavras invisíveis – Revista Pólen


_________________________

#Projeto A Máquina de Escrever

O projeto A Máquina de Escrever não tem pretensão alguma de encantar os corações alheios, nem de desmitificar o processo de vivência neste mundo. Sou, simplesmente, A Máquina de Escrever porque não quero levar crédito total pelos efeitos de minhas palavras nas vidas potencialmente desastrosas de quem as lê. Não acredito em finais felizes e espero que você também não. Só quem precisa ter pleno controle de tudo fica atrás disso. Ah, bebo café em demasia e encontrei meu primeiro ponto final, de muitos que ainda virão. Não acredite em tudo que eu escrevo, sou somente um sonhador que quebrou a cara inúmeras vezes e que não sabe guardar a solidão e a incerteza dentro de si. Aventure-se, mas não muito. As coisas nem sempre acabam bem. 

 Primeira carta: Reticências e pontos finais

_______________________

Share
Tweet
Pin
Share


INSTAGRAM